quinta-feira, Janeiro 29, 2009

Como Elaborar Textos




GUIÃO PARA PRODUÇÃO DE TEXTO DESCRITIVO
Descrever é um processo no qual se empregam os sentidos para captar uma realidade e transportá-la para o texto. Descrever é, assim, pintar com palavras, mostrar aos leitores ou ouvintes, através de palavras, como é uma pessoa, um ambiente, um objecto ou, até mesmo, um sentimento ou emoção. Aquando da produção de um texto descritivo, seja enquanto sequência que compõe um outro tipo de texto seja enquanto dominante textual, propõe-se a adopção da seguinte metodologia de trabalho:
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guiao_para_teexto_descritivo.pdf


GUIA PARA A ELABORAÇÃO DE REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
Existem Normas Portuguesas para a elaboração de referências bibliográficas. O cumprimento destas normas significa uniformidade e facilita a compreensão do que é referenciado. Para além das normas nacionais, existem Normas Estrangeiras.
De acordo com as normas nacionais, a citação de referência identifica, de forma breve, a fonte (ideia ou excerto) e permite ao leitor localizá-la na lista de referências bibliográficas, no final do artigo/estudo.
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guia_para_elaboracao_referencias_bibliograficas.pdf


FAZER UMA CONTRACÇÃO
A contracção de um texto-fonte é uma operação de condensação da informação que consiste em produzir um texto novo em que as ideias ou unidades significativas e fundamentais do primeiro aparecem praticamente transcritas no segundo. Para além da aplicação das regras de supressão e de selecção (já referidas no resumo), transformam-se construções frásicas complexas em estruturas mais simples; mantém-se a sequencialização e a ordenação das ideias do texto-fonte.
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guiao_elaboracao_de_uma_contraccaosintese.pdf


RESUMO
1. Resumir um texto é condensar as ideias principais, respeitando o sentido, a estrutura e o tipo de enunciação, com a ajuda do vocabulário e do estilo pessoais do aluno. Resumir é uma técnica, pelo que a prática é indispensável para a sua aquisição. Trata-se de um exercício de inteligência, implicando capacidade de rigor, de cultura e de escrita.
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guiao_para_elaborar_resumo.pdf


GUIÃO PARA EXPOSIÇÃO ORAL
A exposição oral é um dos exercícios de expressão mais praticados na maior parte das aulas; não obstante, também é frequente realizá-la no quotidiano, para partilhar informação.
Seja para expor ideias acerca de determinado tema, para apresentar factos ou situações ou para organizar a informação obtida num trabalho de pesquisa, alunos e professores dirigem-se aos restantes elementos da turma, num tom mais académico e objectivo, com o propósito de transmitir informação útil. A exposição de um tema é, assim, o desenvolvimento do seu conteúdo face a um público ouvinte. Há que considerar dois aspectos: o conteúdo e o modo de transmiti-lo.
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guiao_para_exposicao_oral.pdf


GUIA PARA PESQUISA DE INFORMAÇÃO
Para atingir, de forma eficaz, os objectivos visados, um trabalho de pesquisa de informação deve ser previamente preparado e planificado. Apresenta-se a seguir a metodologia a adoptar, de acordo com as diferentes etapas do desenvolvimento do trabalho. Enunciam-se as competências a desenvolver e os objectivos de cada etapa. Deve ter em conta as orientações fornecidas.
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guiao_para_pesquisa_de_informacao.pdf


GUIÃO PARA PRODUÇÃO DE TEXTO DESCRITIVO
Descrever é um processo no qual se empregam os sentidos para captar uma realidade e transportá-la para o texto. Descrever é, assim, pintar com palavras, mostrar aos leitores ou ouvintes, através de palavras, como é uma pessoa, um ambiente, um objecto ou, até mesmo, um sentimento ou emoção. Aquando da produção de um texto descritivo, seja enquanto sequência que compõe um outro tipo de texto seja enquanto dominante textual, propõe-se a adopção da seguinte metodologia de trabalho:
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guiao_para_teexto_descritivo.pdf


GUIÃO PARA PRODUÇÃO DE TEXTO NARRATIVO
Narrar é contar um facto ou acontecimento de modo a captar a atenção do leitor. É indispensável que exista uma acção, protagonizada por personagens que se movem no espaço e no tempo. O narrador pode participar ou não na história que narra. Não esqueça que a capacidade de uma narrativa prender o leitor depende de factores como:
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guiao_para_texto_narrativo.pdf


GUIÃO PARA UM TRABALHO DE GRUPO
Detesto discussões, principalmente porque, por vezes, nos fazem mudar de opiniões.
Oscar Wilde

Regra de ouro
Um trabalho de grupo não pode ser uma manta de retalhos, onde cada pedaço é feito por um aluno, que depois se juntam, misturados de qualquer forma e pronto, aí está o produto final: o resultado será certamente um horror! Muito cuidado! Esta é a forma errada de trabalhar em grupo. O trabalho de grupo pode ser um quebra-cabeças, se não for montado colectivamente por todos os elementos do grupo. Para isso, é preciso uma boa organização, bom senso e muito trabalho. O trabalho de grupo pode ser uma óptima experiência, uma boa oportunidade para partilhar ideias, respeitar opiniões e desenvolver potencialidades.
http://www.dpedrov.edu.pt/becre/files/guiao_para_um_trabalho_de_grupo.pdf

1 comentários:

Muito bem, Dai.
Isso vai ajudar muito nos nossos trabalhos de pesquisa.
Abraço